5 HQs que viraram séries e você não sabia!

5 HQs que viraram séries e você não sabia!

Se você gosta de super-heróis, sem dúvidas já se emocionou e vibrou com as histórias em quadrinhos, principalmente se você assistiu os filmes da Marvel em ordem cronológica. Afinal, toda cronologia dos heróis da Marvel vem desde os tempos do gibi até as grandes telas do cinema, com muita pancadaria, emoção e pegadas cômicas. 

Quem acompanha os super-heróis desde a época do papel, diz que a emoção é a mesma de ver na tela do cinema, mas a vantagem é que existem “sacadas” que só quem leu nos gibis vai entender.

Fora dos cinemas, os quadrinhos também “viraram” series em diversas plataformas de filmes online, e muitos não sabem que consomem um conteúdo que – por mais moderno que pareça -, também veio de HQs contados há mais de trista anos.

Poderia ser escrito muita coisa quando o assunto são quadrinhos que viraram séries, mas neste texto, você vai conhecer 5 HQs que viraram seriados e muita gente não sabia! Confira:

The Walking Dead

5 HQs que viraram séries e você não sabia!

Sem dúvidas, The Walking Dead foi -e ainda é – sucesso para quem gosta de séries com infinitas temporadas. Mas a história com zumbis locões e pessoas tentando não virar comida de morto-vivo já veem desde os gibis, criados em 2003 pela Image Comics.

A história de The Walking Dead nos quadrinhos começou a ganhar mais seguidores, até que em 2006 a primeira tiragem da trigésima terceira edição da série esgotou em apenas 24 horas. Filas de fãs como zumbis na carne fresca, lotaram as livrarias.

Em 2010, o canal AMC viu o potencial que os zumbis e toda a trama podia ter e acabou fazendo com que a história virasse a série como conhecemos hoje.

Ghotham

Gotham Gibi Série

Ghotan City é uma das cidades mais conhecidas no mundo dos quadrinhos. Não bastando isso, também empresta o nome para a série que conta a história do policial James Gordon, um novato “tira” tentando desvendar casos na cidade do Homem Morcego. De cara, já no começo da temporada ele terá que decifrar o caso de um casal milionário assassinado, nesse caso os Weyne, pais do Batman.

A criação da série foi em 2014 e durou cerca de 5 temporadas. Comparada com outras séries que vieram dos gibis, Ghotan (um prequel dos filmes do Batman),  não teve tanta relevância no meio dos entusiastas, por isso foi tão curta.

 Legion

 Legion Série Vs Gibi

Legion, abre a porteira da Marvel Comics para que o universo X-Men também tenha seu espaço nas séries. O personagem Legião, conhecido dos adoradores de Gibis de heróis, dá o pano de fundo para Legion, mostrando a história de um rapaz atormentado por vozes em sua mente e que o faz buscar tratamentos para isso acabar. O que ele acha poder ser loucura, acaba mostrando que sua condição é muito mais especial que simples devaneios ou sussurros de fantasma ao pé do ouvido.

A série que é uma criação de Noah Hawley, não obteve muito sucesso e acabou se encerrando após 3 temporadas e com 27 episódios

The Umbrella Academy

The Umbrella Academy Gibi Vs Série

The Umbrella Academy é, sem dúvidas, mais um sucesso na Netflix que veio dos quadrinhos. Criado pelo músico Gerald Way, conta a história de sete órfãos aprontando todas em uma mansão, enquanto são treinados para virarem super-heróis.

Na Netflix, Umbrella ganha todo o toque gótico e escuro, no qual um bom reparador poderá lembrar do clipe de “Helena” da banda My Chemical Romance, não só pela fotografia mais sombria da série, mas também pela “pegada melancólica” do escritor.

Lucifer

Lucifer série vs Gibi

A história do capeta na terra em forma de um gostosão, também veio dos HQs. Graças ao personagem Sandman, criado por Neil Gaiman podemos acompanhar a saga do Belzebu charmoso de férias do inferno em Los Angeles.

Para sobreviver, o milionário Lúcifer toca uma casa noturna e também ajuda a polícia da cidade a desvendar crimes, enquanto é seguido de perto por um anjo que quer vê-lo de volta no inferno.

Sem dúvidas, é uma das séries do estilo “não me faça pensar” mais queridas da Netflix!  

Fonte: https://technewsbrasil.com.br/